quarta-feira, 15 de abril de 2009

Do bilhete

Um homem muito piedoso viu-se, de repente, privado de todas as suas riquezas. Sabendo que Deus era capaz de ajudá-lo em qualquer circunstância, começou a rezar: “Senhor, faz com que eu ganhe na Loteria”, pedia ele. Durante anos e anos rezou, e continuou pobre. Finalmente chegou o dia de sua morte, e - como era muito piedoso - foi direto para o céu. Lá chegando, recusou-se a entrar. Disse que vivera toda a sua existência de acordo com os preceitos religiosos que lhe ensinaram, e que Deus jamais fizera com que ganhasse na Loteria. “Tudo que o Senhor prometeu não passa de uma mentira”, disse o homem, revoltado. “Estive sempre pronto para ajudá-lo a ganhar”, respondeu o Senhor. “Entretanto, por mais que eu quisesse ajudá-lo, você nunca comprou um bilhete de Loteria”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário