quinta-feira, 24 de julho de 2008

Infinito Particular

Olá! Não dispensando as apresentações. Sou Mascotinha, vulgo Larissa.(ou seria o contrário?) - Bem... a ordem dos fatores não altera o resultado.-
Sou a mesma agora e sempre, não mudo pra agradar ninguém, não fico sorrindo pra parecer simpatica, tenho um senso de humor particular, faço suspense para coisas banais, exponho-me para exemplificar, geralmente não sei me fazer entender, sou do contra quase sempre... Se conseguirem, nas postagens a seguir, vocês poderam descobrir o meu INFINITO PARTICULAR. Infinito Particular - Marisa Monte Eis o melhor e o pior de mim O meu termômetro o meu quilate Vem, cara, me retrate Não é impossível Eu não sou difícil de ler Faça sua parte Eu sou daqui eu não sou de Marte Vem, cara, me repara Não vê, tá na cara, sou portabandeira de mim Só não se perca ao entrar No meu infinito particular Em alguns instantes Sou pequenina e também gigante Vem, cara, se declara O mundo é portátil Pra quem não tem nada a esconder Olha minha cara É só mistério, não tem segredo Vem cá, não tenha medo A água é potável Daqui você pode beber Só não se perca ao entrar No meu infinito particular

Nenhum comentário:

Postar um comentário